Publicado por: marianammachado | maio 5, 2009

Dia da Chegada/ primeira visita à Epcot.

Bom, cheguei da Disney semana passada… mas depois de 10 dias fora a vida estava bagunçada e não havia tido tempo de postar ainda. Tarda mas não falha, né?! Faço aqui um diário retroativo da viagem…

Saímos do Rio no vôo da TAM às 22:10 de quinta-feira, 16/04. A lagoa estava muito engarrafada, portanto os planos de chegar 3 horas antes do horário do vôo garantiu uma certa tranqüilidade… Éramos nove, portanto, a confusão começou já no aeroporto. Fizemos o check-in todos juntos com o pobre do meu irmão responsável por tudo. Ou seja, uma mala de mão foi despachada. ESTRESSE. Conseguimos ‘recuperar’ a mala. DESESTRESSE. Moral: nunca deixe um só responsável por todos… passamos ao esquema cada um por si e por sua família imediata e funcionou muito bem no resto da viagem. De resto a viagem foi tranquila… tirando o avião que era pequeno velho e desconfortável… o ideal para um vôo de 8 horas, não é mesmo?!

*pergunta filosófica #1 porque a comida de avião tem que ser tão ruim? Não é possível! Tem que haver uma solução. *pergunta filosófica #2 porque as pessoas insistem em pedir a opção ‘ovo’ no café da manha?

Chegamos a Miami por volta das 6:30. e começamos a saga do aluguel do carro.

A saga do aluguel do carro:
– Primeiro tivemos que achar onde pegar o ônibus da Álamo (empresa de aluguel de carros) já que o aeroporto de lá é gigante (quase um bairro).  Depois enfrentar uma fila gigante (mais de uma hora de espera). Em seguida fazer o aluguel em si: duas minivans – uma com GPS e oito lugares que permaneceria conosco o resto da viagem (éramos nove, mas fizemos caber na van de oito só para irmos do hotel aos parques. A viagem de Miami para orlando não poderia ser assim). E por último tínhamos que pegar o carro. Essa foi a parte mais complicada. Ele te mandam para um estacionamento e a situação é meio “ao avanço” um monte de carros com a chave dentro, você escolhe o seu e pega. Só que não tinha nenhum de 8 lugares. O q fazer? Perguntar! Mas não tinha nenhum funcionário por lá. Quando passou um fui perguntar e o cara foi extremamente grosseiro comigo, não deu explicação alguma, falou que eu tinha que esperar. Quando pedi uma explicação melhor ele me deu um fora homérico. Infelizmente não me lembrei de pegar o nome dele para fazer uma reclamação formal à empresa. Em algum momento o carro chegou e seguimos viagem até o Wal-Mart mais próximo.

Ok, a saga acabou.

Claro que nos perdemos um pouquinho (fomos parar num depósito abandonado, normal) mas chegamos ao Wal-Mart. Precisávamos comprar as cadeirinhas de criança que são obrigatórias por lá. O aluguel, no entanto, não vale à pena. As cadeiras custam cerca de 20 dólares cada e o aluguel é coisa de 20US a diária. (esse povo mete a mão, ne?!

Zezinho de Miami para Orlando

Além das cadeirinhas compramos lanches para a viagem e garrafinhas d’água para levarmos aos parques e termos no quarto. A água lá é muito cara e a água dos bebedouros tem um sabor diferente, um pouco arriscado para as crianças. (alguém falou em vrm?) E seguimos viagem para Orlando.

O percurso foi mais longo por causa das paradas em função das crianças (cara, eles fazem muito coco, impressionante!) … Chegamos ao hotel às 15:30 mais ou menos, deixamos as coisas e seguimos para Epcot! Começamos pelo Spaceship Earth, que é o brinquedo dentro da bola (o pequenininho ficou com um pouco de medo. Na verdade ele estava preparado pra ver a Minnie e entrou numa bola escura com um mamute olhando pra ele… Coitado… depois que a gente começou a prepará-lo para o que estava por vir ele não teve mais medo de nada…)  Depois seguimos para uma  sala onde os personagens estão reunidos para tirar fotos e dar autógrafos.

Pluto e Família

* para quem nunca foi à Disney os autógrafos são uma tradição e as crianças adoram. Eles vendem uns livrinhos oficiais que vale à pena comprar. Agora eles têm dois modelos: o tradicional com as folhas em branco e outro que vem com uma folha para o autografo e um espaço para depois você colocar a foto que foi tirada com aquele personagem. Bem legal! E os adultos tb podem tirar fotos, mas pedir autografo depois dos 13 é micão …

Os meus sobrinhos que são pequenininhos ficaram emocionadíssimos… deram beijos, abraços, hi5, mostram o dodói pra eles, etc etc etc. É mágico… Até o Pedro, um pre-adolescente (ou não) curtiu!

Nesse lugar descobrimos o PHOTOPASS. Um cartão com um número que você carrega pelo resto da viagem. Sempre que os fotógrafos oficiais do parque tirarem uma foto sua eles colocam esse numero e no final do dia ou no final da viagem você tem acesso a todas as fotos e pode comprá-las. Você pode também ver as fotos pela internet e tal. Bacana…Ique mexicano

Jantamos no restaurante do Pavilhão do México onde além de comer fizemos o passeio de barquinho que tem lá. Foi 1 table service do nosso dining plan. Delícia! E fomos para o hotel dormir sob o efeito de Margaritas gigantes…

*pergunta filosófica #3 Porque o Zé Carioca fica no pavilhão do México?

Falando em hotel… a decoração do pop century é mto legal e o hotel é simples e atende muito bem. (os quartos não têm geladeira, mas têm secador de cabelo! As geladeiras podem ser  pagas à parte, mas não sentimos necessidade…)

Enfim, fomos dormir porque no dia seguinte iriamos para Magic Kingdom!!!! YEIIII!!!

Bega, pedro e os anos 80!


Responses

  1. Bom D+!!!!!!

  2. quando descobrir a resposta pra essa do zé carioca, eu quero saber. =P

  3. Muito bom o relato inicial, só fiquei curioso de saber qual foi a companhia aérea. Estou apavorado de não voar pela Air France para Londres, aquela televisãozinha no avião salva!

  4. Teté, não sabia que você estava na Disney! No começo do ano fiz uma viagem bastante parecida com essa – éramos oito e três eram adolescentes ou quase lá – uma loucura!
    Também ficamos no Pop Century e adoramos! Continue mandando notícias…
    Beijos

  5. Vc´s paparam mosca ( adoro expressao idosa) no lance do carro… quando dá uma confusao dessas eles geralmente mandam um upgrade pra acalmar a galera… na minha ultima viagem a gente conseguiu dois.
    No caso de voces, podiam ter pedido ou as cadeirinhas, ou o GPS de graça.. ou o tanque.. anyways

    • Pois é! Deveria ter reclamado… mas pegar o carro nem foi tão demorado só que a gente ficou uns 5 minutos perdidos olhando pro nada “cade o carro de oito lugares?” aí depois o carro chegou bunitinho e um velhinho foi legal comigo… mas o moleque ao qual eu pedi informação foi extremamente grosseiro… alias, eu fui ‘espinafrada’ (clima de giria idosa mode on) algumas vezses lá nos EUA… eles estao paranóicos. mas isso é papo pra outro post….


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: