Publicado por: marianammachado | fevereiro 10, 2009

Ilhéus, a cidade de Jorge Amado.

Como se pode imaginar ilhéus É em todos os sentidos a cidade de Jorge Amado. Nada a fazer além de um passeio, um papo e uma cerveja.

O Cana Brava Resort fica na cidade de Olivença, a meia hora do centro de Ilhéus, e tem ônibus que vão diariamente à cidade. É só combinar na recepção a hora em que quer que o onibus te busque na cidade.

A grande atração da cidade é o Bar Vesúvio. Fundado em 1919, o bar e restaurante tem uma deliciosa comida árabe, mas ficou famoso por ser a casa de Seu Nacib e de Gabriela (aliás, a cidade às vezes parece girar em torno dessa história).  O ambiente é bem agradável, em frente a uma praça e à Catedral de São Sebastião que também tem sua história.  Além disso, o bar tem música ao vivo todo dia.

Em um city tour oferecido pelo Resort, passamos pelo bar, mas voltamos lá outro dia para termos mais tempo e aproveitar uma refeição mais completa. Destaque pro filézinho aperitivo, um dos melhores que já comi!

Bar Vesúvio Bar Vesuvio                             img042-2Catedral de São Sebastião

Além do bar vesúvio, no city tour, a gente visita outras partes da cidade. Visitamos um colégio, que fica em um prédio mto antigo, com uma vista panorâmica da cidade. Realmente não me lembro se esse edificio foi o primeiro da cidade, ou qual a importância dele, mas é bem antigo, e dá uma certa dó o nível do descuido.

Casarão descuidado

A visita ao centro histórico inclui ainda uma visita à casa/museu do Jorge Amado

Casa de Jorge Amado Casa de Jorge Amado

… visita a uma loja de artesanato local com direito a baiana benzendo. Nessa lojinha o legal é comprar o chocolate caseiro, que na verdade não é bem um chocolate, mas um doce de cacau… tem uma consistencia meio de rapadura e é super gostoso (dizem que cura ressaca, é afrodisíaco e levanta até defunto, mas essa parte eu não sei…hehehe). Além dessa lojinha a cidade conta com uma feirinha de artesanato mto bacaninha, mas que eu não tenho fotos.

Benção da Bahiana! Bega recebendo uma benção

Outro passeio que fizemos foi uma visita a uma fazenda de cacau. Existem centenas dessas por lá, mas a gente foi numa que não é muito turística não. Foi um passeio mto legal… andamos pela plantação com o dono da fazenda, que é fazendeiro, produtor de elevisão, de esquerda e odeia o ACM… ele foi uma das melhores partes desse passeio! Engraçadíssimo. Além disso, super gentil, ele nos ofereceu suco de graviola, bolo de banana e, claro, docinho de cacau pra vender… AH! a gente provou tb cacau em fruta, é bem gostosinho… O dono era tão gentil que meu sobrinho até ganhou um passeio à cavalo que não estava no script.

Pedro à Cavalo PEdro à cavalo.  Capela na fazenda de Cacau Capela da fazenda

Pra não contar mentira a viagem não foi perfeita. A gente deu bobeira e deixou um dinheiro, no quarto, fora do cofre e esquecemos o quarto aberto. Mais uma vez turistamos e claro que o dinheiro foi roubado. Mas o hotel foi FENOMENAL nesse quesito. Não só ressarciu o dinheiro roubado como também descobriu que foi o ladrão (um funcionário, contratado para a época do carnaval). Enfim, essas coisas acontecem, são super desagradáveis, mas o que conta mesmo é como a equipe reage aos problemas, e todos foram muito atenciosos.

Bom, é isso! A viagem ao Cana Brava Resort valeu muito à pena. Por ser um resort, descansamos bastante e os baianos são realmente interessantíssimos e agradabilíssimos! Bater um papo com eles, ouvindo aquele sotaque, não tem preço! (#propagandagratuita.)


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: