Publicado por: marianammachado | janeiro 25, 2009

“Domingo é dia de feira” e “O Vacio do vizinho” – San Telmo, Caminito e El Desnível.

Em Buenos Aires é assim! E nós não podíamos deixar a tradição passar. Fizemos o tradicional passeio de domingo: Caminito, Bombonera, San Telmo. E devo confessar que foi o dia mais legal da viagem.
Começamos o dia tentando descobrir como ir pro Caminito de ônibus.
Sim, eles são horrorosos, têm cara de velho e uma franjinha com direito a santinhos no parabrisa dianteiro que dá um ar de caminhão do Bino… MAs por dentro eles são super modernos, e a viagem é bem mais tranquila (com menos sacolejos) que as do Rio. Nesse dia demos sorte, tínhamos bastante moedinhas conosco. O lance do onibus é o seguinte: quando você entra, diz pro motorista pra onde vai pois a tarifa depende da distância percorrida. Aí ele aperta um código qualquer e vc põe as moedinhas na máquina. A máquina aceita moedas de qualquer valor, dá troco e um recibinho também.

*é por isso que falta moeda na cidade. Tanto os onibus quanto os parquimetros só funcionam com elas.

Chegamos facilmente no Caminito (várias pessoas iam pro mesmo lugar) e lá é bem legalzinho. Muita gente critica por ser “falso”, turistico… Mas a gente tava lá pra ser turista, ne?! O que eu acho mais grave é terem feito a revitalização de duas esquinas, e terem esquecido o resto do bairro na decadência. Bem, no caminito – museu a céu aberto – você vê as casinhas coloridas típicas de quando o bairro funcionava como porto… Tem um monte de dançarino de tango pronto pra posar com você (com chapéu e rosa na boca)… tem um monte de camelô… tem um monte de artesãos. Eu gostei de ter ido, mas vc fica por lá por no máximo uma hora. Eu e guto paramos no Café Perla (ouaaa) e tomamos o capucino mais caro de toda a viagem. Mas tava muito gostoso.
Caminito Amigo

Seguimos então, a pé, para a Bombonera. Esse é um passeio que vale mesmo a pena, mesmo pra quem não gosta de futebol… é coisa de trinta pesos (o passeio completo pelo estádio, com guia, e a visita ao museu). O nosso guia foi muito legal, e contou várias histórias. Fora que sempre tem uma confraternização dos brasileiros de mesmo time, ne?! O passeio passa pelo estádio, cadeira especial, geral, cantinho do gramado, sala de imprensa e vestiário onde todo mundo tira foto fazendo xixi que nem o Riquelme.
Seja original e vá você também com a camisa do seu time


*no passeio do boca se anda muito, sobe e desce escada, arquibancada e tal. Mas eles têm diversos elevadores. Uma senhora que estava com bebe foi acompanhada o tempo todo por uma segunda pessoa pra pegar o caminho alternativo sem escadas. Portanto acho que dá pra ir mesmo quem tem dificuldade para andar.

Saímos e voltamos pra região do caminito pra comprar umas camisas “orirrinales” do Boca e pegamos um ônibus pra San Telmo. Chegamos na Plaza Dorrego coisa de duas da tarde e a feira estava a todo vapor. Andamos por ela, vimos o tango dançado na rua, entramos nas galerias de antiquários e resolvemos seguir a dica do pessoal do Orkut e fomos ao restaurante Desnível. GENIAL! Um pé sujão, no melhor estilo galeto de copacabana! Chegamos e tivemos que esperar um pouco, mas fomos logo atendidos. Resolvemos dar uma copiada na mesa ao lado. Pedimos vinho da casa (que vem numa jarrinha de bichinho) e uma soda, que é uma água com gás que vem naquela garrafinha de pressão do desenho animado. Aí partimos para o tradicional Bife de Chorizo com papas Fritas.
San Telmo e as garrafinhas de Soda!
* Alias, em toda Buenos Aires a batata frita é muito boa!!! Não tem dessa pre-cozida congelada não, é batata de verdade, cortada em palitos e frita! GENIAL!

A mesa do lado, uma família de argentinos, estava ousada. Pediram empanadas, uma torta de qq coisa e chinchulines. Coragem! Essas são tripas fritinhas… parece lula a dorê, mas tripa não dá! Mas eles pediram também um tal de Vacio. Ficamos só esperando a nossa comida chegar (e a deles também). Aí nosso bifão chegou. Delícia total… só na grelha, sangrando (que alias, se diz Jugoso e não “con sangre” como nosso portunhol produziu). Mas chegou também o Vacio do vizinho. Vacio é nada menos que uma fraldinha sangrando que ainda vem com um pedacinho da costela de brinde. Olhamos pro Vacio, pro Chorizo, um pro outro e pedimos um Vacio também!!!! Muita comida. Muita mesmo. Tanta que a mesa ao lado percebeu que ‘colamos’ deles e começou a sacanear a gente… Mas comemos realmente muito bem. De chorar.

*San Telmo tem também uma lojinhas moderninhas bem legais. Fomos em algumas, inclusive na Calma Chicha – uma loja que trabalha com artigos de couro só que uma maneira mais atual. Tem também uma continuação da feira numas ruazinhas menores que tem coisas bem legais – echarpes, camisetas, bolsas, etc.

Voltamos pro apartamento pra descansar. Mais tarde fomos até a livraria Ateneo, que fica dentro de um teatro. É linda. Ficamos lá mais um tempinho e depois resolvemos comer umas empanadinhas só pra arrematar. Fomos ao tradicional San Juanino. Não preciso dizer que passei malzão de noite, ne?!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: